Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Ó Senhor Engenheiro...

por Eduardo Louro, em 13.06.15

Sr Engenheiro - isto não vai fácil para a classe - se continuar a dizer que em França, no próximo ano, é para ganhar, arrisca-se a deixar de ser o homem sério, sereno e sensato em que o tínhamos para passar a ser mais um pantomineiro. E olhe que disso já temos muito por aí...

É certo que a selecção nacional irá lá estar. Depois da vitória de hoje na Arménia isso é já garantido. Mas - e já que Fernando Santos é um fervoroso crente - valha-nos Deus!

Não foi a selecção que ganhou. Foi Cristiano Ronaldo, com três golos. Dois deles com tanto demérito da defesa adversária como mérito - e classe - dele.

A selecção foi Ronaldo, Rui Patrício e Tiago. Ronaldo a fazer e Rui Patrício e Tago a desfazer... Foi por pouco, por muito pouco, que o Cristiano lhes levou a melhor. O resto foi o eterno erro de casting que é Danny, e a displicência de sempre. E muitas vezes um banho de bola dos arménios, onde Mkhitaryan, o tal que joga no Dortmund, foi apenas assombroso. Que jogador!  

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Saiu a fava!

por Eduardo Louro, em 21.10.13

 

 

Enquanto a selecção nacional devia procurar alcançar a qualificação directa para o Brasil, a mensagem era que não havia problema nenhum, que o segundo lugar também dava… Keep calm, no pasa nada...

Lá chegados, começaram os problemas. Começou afinal a perceber-se que não era bem assim, que chegar ao play-off não significava mais que disputar com um adversário o direito a chegar ao Brasil. E foi essa ideia – disputar com um adversário – que levou a consciencializar que já não havia Bósnias, o sparring partner das últimas qualificações. E mais: que não havia Bósnia porque já lá estava, no Brasil. Porque, depois de anos a ficar de fora, percebeu que chegar ao play-off não era chegar aos palcos das fases finais. E por isso tratou de ganhar o seu grupo, deixando à selecção da Grécia – de Fernando Santos – as preocupações com o apuramento fora de horas.

A França é que não – dizia Cristiano Ronaldo e diziam todos. Portugal, não – diziam alguns dos franceses, que não Ribery. Depois de três vezes despachada – uma por Platini e duas por Zidane - achava-se que a selecção portuguesa evitaria por isso mesmo a equipa francesa, graças ao mesmo mas agora outro Platini.

A Islândia é que dava jeito, dizia-se. Era a prenda no bolo onde a fava, contando com a mãozinha do francês que manda na UEFA e quer mandar na FIFA, era agora a Suécia. De Ibrahimovich, o cada vez mais especialista em golos incrivelmente espectaculares!

E foi mesmo, para que ninguém mais se esqueça que o play-off é um caminho suplementar para o Brasil e não um simples carimbo para retardatários.

Ah… o brinde – a Islândia – saiu à Croácia. A França também se não pode queixar – calhou-lhe em sorte a Ucrânia. O resto fica por conta da Grécia e da Roménia! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Alguém me explica?

por Cristina Torrão, em 30.11.12

Desde que se soube que Felipe Scolari regressou à seleção brasileira, tenho lido, na blogosfera, textos muito desfavoráveis em relação a este treinador. E não compreendo! É certo que houve desentendimentos que levaram ao seu afastamento da nossa seleção, sobre os quais, aliás, não sei pormenores. O facto de viver no estrangeiro tem destas desvantagens. Mas duas coisas eu sei: além de já ter sido Campeão do Mundo com o Brasil, foi no tempo de Scolari que a seleção portuguesa atingiu o seu melhor resultado, ou seja, chegar à final de um Campeonato Europeu.

 

Não sei o que os portugueses têm contra Scolari. Mas será interessante comparar o desempenho das seleções portuguesa e brasileira no próximo Mundial (se Portugal lá chegar).

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uns e outros

por João António, em 04.06.12

Enquanto uns não querem para de nos espoliar dos nossos direitos, outros continuam a ter privilégios, luxos e regalias totalmente satisfeitos sem que lhe seja pedido qualquer contenção nos gastos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Emperrado

por Daniel João Santos, em 02.06.12

Falta uma semana para começar o campeonato da Europa para Portugal e ainda não se vê grande coisa. Um ou outro rasgo individual, um ou outro momento mais bem desenhado e o resto está tudo emperrado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Vamos ainda mais longe

por Daniel João Santos, em 16.11.11

Depois da vitória sobre a Bósnia, uns brilhantes seis a dois,  o 2711 vai mais longe que o Álvaro. Assim, com efeito imediato, anunciamos que a crise acabou.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tranquilidade, finalmente.

por Ana Lima, em 16.11.11
Agora sim, a palavra pode ser utilizada. Pelo menos por enquanto!
Foto encontrada aqui.
E, já agora, parabéns à selecção da Irlanda e a Giovanni Trapattoni.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Assunto arrumado

por Daniel João Santos, em 15.11.11

Num relvado em condições, apesar da arbitragem, Portugal mostrou quem é a melhor selecção.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma enorme vergonha

por Daniel João Santos, em 11.11.11

Trazer para Portugal um empate da Bósnia num jogo realizado num campo areado é muito bom. A UEFA e o seu anti-luso presidente, deveriam ter vergonha por permitirem um jogo desta importância num local daqueles que envergonha qualquer estádio que se preze.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Não tenho idade para ser velho do Restelo

por Daniel João Santos, em 11.10.11

Neste momento, depois de cinco vitórias consecutivas, carregados de elogios, os jogadores portugueses são criticados. O português tradicional é aquele que rapidamente esquece o bom e adora malhar nos outros.

Autoria e outros dados (tags, etc)