Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Geração Perdida...

por Renato Seara, em 30.03.10

Quando Vicente Jorge Silva, em 1994 apelidou a juventude portuguesa, que lutava contra o aumento das propinas, de "geração rasca", certamente jamais pensaria que 16 anos depois o país estivesse a contas com uma geração de jovens que eu catalogaria de "geração perdida".

A minha geração certamente não foi uma grande colheita, contudo, olhando para o que se segue, eu diria que o pior está mesmo para vir. Vem aí uma "geração perdida", jovens que a única coisa que sabem fazer é gastar dinheiro! Uma juventude completamente alheia a valores morais. Uma juventude que se limita a shot's, novelas e compras.

 

Quando ouço o meu pai falar nos tempos de juventude dele, eu confesso sentir um bocado de inveja. Este sentimento é estranho tendo em conta as dificuldades porque ele passou quando comparadas com as facilidades que me foram concedidas. Mas, tenho de facto inveja de não ter vivido num tempo onde a juventude não se limitava ao consumismo mais primitivo. Tempos onde a juventude tinha outras preocupações para lá das sapatilhas (ténis) de marca, do penteado do Cristiano Ronaldo, das saídas à noite para a discoteca da moda, etc. Eram tempos onde os jovens se juntavam para discutir uma coisa que poucos agora discutem, algo que vem descrito nos dicionários como, ideias. Eram tempos onde a ida à discoteca, ouvir o som de martelos pneumáticos, era substituída pelo bailarico no largo da aldeia ao som dos Bee Gees, Beatles, etc. Eram tempos onde esse novo fenómeno, com nome de desporto, bullying, não existia, porque contrariamente ao que se sucede agora, os jovens de outrora ignoravam as superficialidades, que hoje em dia se tornaram imagem de marca dos adolescentes. Eram tempos onde a juventude ao invés de trancada em casa navegando pelo Hi5 e pelo Facebook, optava por brincadeiras ao ar livre, muito mais saudáveis e bem menos perigosas.

Acima de tudo eram tempos, onde as pessoas realmente não viviam obcecadas com aparências, coisa que agora está insuportavelmente enraizada na minha geração e ainda mais nas que se seguem.

 

Todo este "paleio", vem a propósito, não só pelas recentes noticias em torno do bullying, mas também porque ainda ontem assisti a um directo no Jornal da Tarde da SIC, que mostrava, jovens acampadas à porta do Pavilhão Atlântico, a guardarem o lugar para assistirem na linha da frente a um concerto que terá lugar no próximo dia...8. Confesso que fiquei escandalizado quando à pergunta do repórter "(...) tiveste autorização dos teus pais?" seguiu-se uma resposta "claro, a minha mãe apoiou-me logo, o meu pai esse não gostou, mas, não interessa, estou aqui"!

 

Gravem e recordem posteriormente estas minhas palavras: Portugal está a formar gerações de futuros imbecis, ou seja, gerações perdidas. Veremos os custos que isto terá no próprio futuro do país. Não auguro nada de bom.

Autoria e outros dados (tags, etc)


17 comentários

Imagem de perfil

De manuel gouveia a 30.03.2010 às 13:04

E depois acabam todos a escrever no 2711! Ooops! Não era bem isso que eu queria dizer...

A todas as gerações se lhe segue uma perdida... somos nós de perna curta a tentar acertar o passo!
Imagem de perfil

De Renato Seara a 30.03.2010 às 14:50

Tinhas que vir com o ataque pessoal...
Imagem de perfil

De manuel gouveia a 30.03.2010 às 15:28

De forma alguma, eu também me sinto como uma geração perdida, na carreira que deixei de ter, no aumento de ordenado e na reforma... tem sido só perder! Só me resta escrever no 2711!
Sem imagem de perfil

De Renato Seara a 30.03.2010 às 18:39

Calma aos poucos 2711 vai construindo a sua fama e reputação, não tarda tiras o lugar ao Daniel Oliveira como líder da extrema esquerda na blogoesfera...(provocação:D)
Imagem de perfil

De manuel gouveia a 30.03.2010 às 20:19

O Daniel Oliveira seguramente que é do Benfica!
Sem imagem de perfil

De Renato Seara a 30.03.2010 às 20:23

Acho que é lagarto...
Sem imagem de perfil

De Renato Seara a 30.03.2010 às 20:30

Começo a pensar que tens uma costela portista...só falas no FCP:D!
Imagem de perfil

De alf a 30.03.2010 às 14:54

ah ah excelente comentário do Manuel Gouveia!

pois é, a ideia de que a geração seguinte é rasca já vem do tempo dos gregos... deve ser fruto da neblina em que o tempo envolve as memórias do passado... mas eu ainda me lembro das crises de histeria dos jovens de outrora com os Beatles, os Rolling Stones e muitos outros...
Sem imagem de perfil

De Ana Campos a 30.03.2010 às 15:42

Ah! Pois é Renato, e daqui a uns tempos vc vai lembrar-se de mim.
lembra-se daquela pequena troca de ideias que tivemos? Quando o Renato for Pai, vai entender-me muito bem, e garanto-lhe que vai dar-me razão. E ainda a procissão vai no átrio.
Um beijão grande
Sem imagem de perfil

De Renato Seara a 30.03.2010 às 18:43

Cara Ana como poderia eu esquecer-me da nossa troca de ideias. Mas, sim talvez ainda perceba melhor o estado da coisa, quando um dia vier a ser pai.
Imagem de perfil

De Nuno Raimundo a 30.03.2010 às 17:17

Tou contigo, Renato!!!

Aperta com os putos... esta geração tá mesmo perdida!
;)
Imagem de perfil

De Daniel João Santos a 30.03.2010 às 21:42

esse é o ponto, estes jovens são o produto do valores que lhe são passados pelos pais.
Imagem de perfil

De João António a 30.03.2010 às 23:39

Os putos de agora estão com uma subversão do que é a autoridade, mas a culpa é só dos adultos que abdicaram dos seus deveres

Comentar post