Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Será o direito à greve um mero bibelot?!

por Nuno Raimundo, em 28.06.13

Para muitos, o direito à greve é comparável áqueles bibelots que temos, muito bonitos e tal, mas que colocamos nos topos daquelas prateleiras altas, num local quase inacessivél...

Dito isto, digo mais, para que serve se ter direito a fazer greve (obviamente como último recurso) se não se pode vivenciar a mesma?

 É claro que uma greve transtorna, mas transtorna ainda mais aqueles que tiveram de recorrer à dita, pois ainda para exercer esse seu "direito" ainda tiveram de pagar... pagaram com um dia de salário que não vão receber!

Assim dá para perceber que uma greve não pode nem deve ser feita de ânimo leve...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


3 comentários

Imagem de perfil

De Daniel João Santos a 28.06.2013 às 20:54

exatamente.
Sem imagem de perfil

De Cláudia Gonçalves a 28.06.2013 às 22:14

É um direito "muito bonito", sim ... A meu ver só para alimentar a ilusão de que na democracia atual quem tem o poder é o Povo. Uma realidade, sem dúvida... Continuai de olhos fechados e o jogo continuará simples...
E estas greves começam a ganhar proporções exageradas. A meu ver, esse tal direito deveria começar a ser limitado. Eu bem sei que é cada um por si, etc... Mas ser mais uns p'ros outros também é bonito, bem mais que isto de andar a tentar parar o país, muito revoltados, a importunar a vida de quem está a arregaçar as mangas para fazer o país andar p'ra frente, e depois na altura dos votos porem a cruzinha sempre nos mesmos quadradinhos... Porque é o que acontece: SEMPRE. A verdadeira revolução faz-se na altura de votar; não a arranjar pretextos p'ra um dia de praia. Porra, o país já anda a passos tão demorados... Fazer greves não é a solução. Adiaram-se consultas! Adiaram-se cirurgias! Eu jamais faria isso a um paciente. Por muito discurso bonito ... Os motivos não foram minimamente altruístas. Porque não fazem uma manifestação semanal os desempregados e reformados? ... Tempo não lhes falta. Porque não no final do trabalho? Aos domingos?
A greve teve ao menos um único impacto positivo e construtivo?!
Sem imagem de perfil

De toseixo a 01.07.2013 às 20:03

Em Portugal o direito à greve nesta altura é o direito a mais uma ida à praia.

Comentar post