Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Divagações Abrilinas (8)

por Cristina Torrão, em 23.05.13

A mãe da Vera seguira o início da Simplesmente Maria, uma radionovela transmitida pela Rádio Renascença, em 1973/74: uma moça de província foi para Lisboa trabalhar como criada de servir e acabou por engravidar de um qualquer marmanjo que por lá conheceu. A mãe tentou explicar-lhe porque é que aquilo era tão grande pecado:

- É pecado, uma coisa muito feia, uma moça solteira engravidar.

- Porquê?

- Porque é.

- Mas os namorados não dão beijinhos?

- Dão.

- E os bebés não são feitos com beijinhos?

- Só as senhoras casadas é que têm filhos – acabou a mãe por dizer, de voz um pouco alterada, como sempre fazia, quando tentava emanar autoridade. - Onde já se viu, as meninas solteiras terem filhos? É uma coisa muito feia.

- Mas tu gostas da Maria da radionovela e ela teve um filho solteira.

- Está caladinha e não digas mais disparates!

 

 

Imagem daqui

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.