Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Agora é a minha vez.

por manuel gouveia, em 18.08.11

Mário Crespo já é um velho conhecido nosso. 

 

Por isso o 2711 está em condições de garantir que o referido jornalista não terá saltado feliz e contente para o colo de Miguel Relvas, porque os favores são para ser cobrados. Aceitar o convite de um governante para integrar a equipa de informação da RTP, à revelia dos seus colegas de profissão, seria de uma falta de deontologia profissional e de carácter sem paralelo em Portugal. Mesmo no Portugal de Sócrates contra quem tanto rosnou e ladrou.

 

Felizmente, a administração da RTP já veio esclarecer tudo, afinal foram eles quem convidou o Mário Crespo, demoraram foi a perceber isso.

Autoria e outros dados (tags, etc)


12 comentários

Imagem de perfil

De António de Almeida a 19.08.2011 às 04:09

Mais uma excelente razão para privatizar a RTP, uma empresa que agora, como no passado, sempre se prestou a obedecer à voz do dono...
Imagem de perfil

De manuel gouveia a 19.08.2011 às 11:44

Matas o cão porque o dono não o sabe educar... a solução passa por mudar aqueles que se julgam donos do Estado.
Imagem de perfil

De António de Almeida a 19.08.2011 às 13:26

Desde que a RTP existe, no Estado Novo, passando pelo inenarrável PREC e terminando na Democracia, algum governo não interferiu na empresa? Nem sequer é caso único. O Estado não deve ter actividade económica, é uma posição de princípio. Sou pela privatização de todo o sector empresarial do Estado...
Imagem de perfil

De manuel gouveia a 19.08.2011 às 19:57

Desculpa, mas mesmo tu tens de reconhecer que desta forma aberta e directa a jornalistas só mesmo o PSD, o PS é bem mais discreto e inteligente. Como se nos privados não existissem influências, olha por exemplo o caso do roubo das armas no Ralis... foi o silêncio total.
Imagem de perfil

De António de Almeida a 20.08.2011 às 20:15

Não é uma questão de PSD ou PS, quanto maior o peso do Estado na economia e sociedade, maior o seu poder. Prefiro um Estado reduzido ao mínimo, assegurando apenas funções de Justiça, segurança e soberania...
Imagem de perfil

De manuel gouveia a 20.08.2011 às 22:27

Um estado sem expressão manobrado ao sabor dos interesses do capital... não é preciso, tal como está, salvou os accionistas do BPN.
Imagem de perfil

De Daniel João Santos a 19.08.2011 às 20:46

tinham-se esquecido, coitados.
Imagem de perfil

De manuel gouveia a 20.08.2011 às 10:45

Mas o governo lembrou-os...
Sem imagem de perfil

De André Miguel a 20.08.2011 às 14:40

Quer dizer, não foi bem esquecimento... A voz da RTP é a voz do Governo, portanto vai tudo dar ao mesmo, eles é que não explicam estas coisas à malta.
Imagem de perfil

De manuel gouveia a 20.08.2011 às 18:47

Mesmo assim existem umas certas formalidades a cumprir, mesmo quando o PSD está no governo...
Sem imagem de perfil

De alf a 20.08.2011 às 01:52

A televisão pública é a voz do governo; tem de ser. As TV privadas são sempre a voz do seu dono e dos interesses do dono.

A única razão porque o PSD quer privatizar a RTP é porque assim pode assegurar que toda a televisão portuguesa fica ligada ao PSD; quando o PS for governo não vai ter voz, todas as TV poderão bater no governo sem que este se possa defender.

Mas não tem pressa porque agora ela já é a voz do PSD; privatrizar só quando o mandato estiver a terminar e se houver perspectiva de o PSD perder as eleições; nessa altura a privatização da RTP (a sua entrega a um grupo ligado ao PSD) será uma prioridade.
Imagem de perfil

De manuel gouveia a 20.08.2011 às 10:44

Bem visto...

Comentar post