Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O livro da semana: Politica para "tótós"

por Daniel João Santos, em 11.03.11

 

Como escrevi um dia destes, alguns gostam de ter sempre o manual de instruções ideológico ao lado para saberem como agir e o que têm de defender. Se Pedro Passos Coelho não tinha um passou a ter. 365 medidas num livro, escritas por empresários e enviadas pelos próprios ao líder social-democrata é um gesto de simpatia. Vou mais longe, este gesto dos empresários é de um enorme altruísmo.

Autoria e outros dados (tags, etc)


6 comentários

Imagem de perfil

De manuel gouveia a 11.03.2011 às 11:22

Depois dos políticos, os empresários... porque é que não fico entusiasmado?
Imagem de perfil

De Daniel João Santos a 11.03.2011 às 23:22

Devias ficar. Este país precisa de gente que de forma construtiva nos diga o que fazer com este buraco.
Sem imagem de perfil

De PALAVROSSAVRVS REX a 11.03.2011 às 12:01

Concordo. Já sabe que concordo contigo, mas começo a pensar que proteges Sócrates pois evitas falar dele. Nunca o nomeias nem te incomodam as várias bóias aflitivas que ele enche com a boca a fim de continuar a flutuar, ao mesmo tem que assevera estar tudo bem.

Será que te transformaste num constitucionalista ainda mais constitucionalista que Cavaco, deixando que o pivete das governações siga o seu caminho sem uma denúncia rija, amigo?!

Abraço.
Imagem de perfil

De Daniel João Santos a 11.03.2011 às 23:24

Meu caro,

tenho várias orientações pelas quais sigo a minha vida, uma das quais, já aqui escrevi: Os inimigos dos meus inimigos não são meus amigos.
Sem imagem de perfil

De a.marques a 11.03.2011 às 16:09

GOVERNAR É O QUE FAZ FALTA
Aquela Assembleia é um desastre. Em acto de fé beata transformaram solidariamente o Bloco de Esquerda no mal de todos os nossos pecados. Aquela tropa fandanga não percebeu que o BE quis acima de tudo agitar as águas. Legitimamente diga-se. Infantilmente correu tudo a monte a descascar no pião das nicas . Impressiona sobretudo a demência exposta, ao cavalgarem sem lhe doer o cu, a velha e única mula que o PS sabe montar. Baralhar e distrair. A ironia De Manuela Ferreira Leite, condenada por falar em interrupção da democracia a brincar, esteve a um passo de ser levada á prática a sério pelos gemidos circenses do contorcionista Sócrates.

Imagem de perfil

De Daniel João Santos a 11.03.2011 às 23:33

resumindo: Este país é fascinante.

Comentar post