Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Até quando?

por Eduardo Louro, em 14.12.15

 

Mais que o copo meio cheio - a Frente Nacional de Marine Le Pen não ganhou em nenhuma da 13 regiões -, ou o copo meio vazio - acabou com o bipartidarismo do sistema político em França, e tem já a expressão eleitoral do PS (28-29%) -, a segunda volta das eleições regionais francesas colocam-nos perante uma dramática interrogação: até quando?

Até quando,  continuará a ser possível mobilizar frentes comuns para barrar a extrema-direita?

Até quando resistirá o dique de protecção eleitoral criado para impedir expressões maioritárias fora do sistema?

Até quando a própria radicalização da direita francesa - bem evidente em Sarkozy por estes dias - resiste a não se confundir com o extremismo xenófobo, e a acabar integrada? 

Até quando será possível evitar que Marine Le Pen chegue à presidência da França?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já dizia o povo

por Daniel João Santos, em 28.04.12

O coronel Muammar Khadafi estava pronto, “em princípio”, para financiar a campanha de Nicolas Sarkozy para as eleições presidenciais de 2007, com 50 milhões de euros. É o que diz um documento dos serviços secretos líbios, revelado pelo site Mediapart, sem precisar se esse financiamento se concretizou ou não.

 

Já dizia o povo: - Diz-me com quem andas e eu digo-te quem és.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Uma questão de gamela

por Daniel João Santos, em 26.04.12

O Presidente francês, candidato à reeleição, Nicolas Sarkozy, afirmou hoje em entrevista à RTP, que os problemas de Portugal, Grécia e Espanha devem-se às políticas dos Governos socialistas.

 

O presidente francês mostra com esta afirmação um total desconhecimento de Portugal. Os problemas de Portugal devem-se a 28 anos de políticas erradas, baseadas num bloco central de interesses e como diria o povo: - A gamela vai mudando, mas os porcos são sempre os mesmos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já agora, falando em xenofobia

por Daniel João Santos, em 11.03.12

“Não podemos aceitar esta sujeição”, bradou Sarkozy, acrescentando que impedir a entrada de mais imigrantes “é a única forma de evitar a implosão da Europa”.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Casa onde não há pão...

por Ana Lima, em 25.10.11

Sempre gostei de provérbios populares. E eles aplicam-se tão bem a tanta coisa. Como a isto:

... todos ralham e ninguém tem razão. Mas também dizem que casa que não é ralhada, não é bem governada. Esperemos para ver. 

(Chamar casa à UE é uma liberdade poética!)

Autoria e outros dados (tags, etc)

A pergunta que se impõe fazer

por Daniel João Santos, em 16.08.11

Mais uma cimeira Sarkozy e Merkel.

 

Será que ninguém arranja uma cama para estes dois?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Olha que dois!

por Cristina Torrão, em 21.07.11

 

A chanceler alemã e o Presidente francês chegaram a uma posição comum sobre o novo resgate grego. Detalhes serão revelados hoje.

 

 

 

Ela: Agora que despachámos este assunto, vamos ali a um sítio, onde podemos estar à vontade...

Ele (em pensamento): Olha a minha vida! Metem-me em cada uma...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Imbecilidade do ano

por Cristina Torrão, em 19.04.11

À semelhança da maioria de todos nós, eu abomino o Berluscconi. Mas, desta vez, mostro compreensão por uma resolução do seu executivo: dar, aos imigrantes tunisinos que “invadem” Lampedusa, uma autorização de residência temporária, que lhes permite movimentar-se no espaço Schengen durante 6 meses. Acho justo, a Itália não tem obrigação de os acolher a todos e a solidariedade europeia deve funcionar também nestes casos.

 

Claro que a França e a Alemanha, já de si países que albergam milhões de imigrantes, reclamaram. Mas a maior imbecilidade veio do país de Sarkozy, que anunciou repor os controlos nas suas fronteiras, sendo autorizado a entrar em França apenas quem provar poder assegurar a sua subsistência.

 

Ainda só estamos em Abril, mas proponho esta medida para imbecilidade do ano. Porque eu gostaria que o Sr. Sarkozy me dissesse como é que gente que arrisca a própria vida em barquitos superlotados, para escapar à miséria, transportando pouco mais do que a roupa que traz no corpo, poderá provar, num controlo de fronteira, poder assegurar a sua subsistência em França!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

A pergunta que se impõe fazer

por Daniel João Santos, em 26.08.10

Alguém se lembra quando foi a ultima deportação em massa na Europa antes desta feita por Sarkozy?

Autoria e outros dados (tags, etc)