Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Manhosos e orfãos

por Eduardo Louro, em 11.08.15

Imagem relacionada

 

Provavelmente António Costa é um tipo com azar, a quem tudo acaba sempre por correr mal. Não vale a pena recuar muito para ilustrar esta ideia, todos se lembram como foi desejado, dentro e fora do seu partido, e como era limpo e sorridente o horizonte à sua frente. E no que deu pouco tempo depois, logo que a coisa apertou e o tempo fugiu...

Mas não há melhor ilustração para a falta de estrelinha de Costa do que esta estória dos cartazes que, pelos vistos, não tem culpados. Mesmo que o Ascenso Simões se tenha finalmente demitido...

Basta ver como a polémica que desencadearam deu cabo, destruiu por completo, apagou, aquilo que eram as mensagens mais fortes que a campanha eleitoral tinha para fazer passar. O desemprego e a precaridade não são apenas o maior legado que esta governação deixa ao país. São também as maiores feridas abertas na sociedade portuguesa, que não podem simplesmente ser arredadas da campanha eleitoral só porque acabaram vertidas nuns cartazes manhosos, mas acima de tudo orfãos!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Imagem de perfil

De Cristina Torrão a 13.08.2015 às 12:15

Não sei se é só azar...
Imagem de perfil

De Eduardo Louro a 13.08.2015 às 23:33

Provavelmente...

Comentar post