Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Concordo com a linha

por Daniel João Santos, em 10.10.09

        "O que é que fez Obama a favor da paz, ou melhor, da Paz com letra grande? Nada"

 

 

Concordo inteiramente com a linha de ideias. Até ia mais longe, o que é que Pacheco Pereira fez  para aparecer em todo ou lado, ou melhor,  para aparecer a chatear em todo o lado?

Autoria e outros dados (tags, etc)


13 comentários

Imagem de perfil

De manuel gouveia a 10.10.2009 às 10:04

Aderiste ao clube de fãs do Bush?

O que te dói mais? Que Obama não tenha feito nada, ou o facto de isso não te incomodar?
Sem imagem de perfil

De Eduardo Ricou Velho a 10.10.2009 às 10:12

Parece-me que o prémio outorgado a Obama é mais uma aposta nas acções futuras do presidente, sem claro retirar toda a aura reformista e progressista que traz consigo, em contraste vincado com o legado Bush. O merecimento deste prémio pode ser também originado pelo empenho de mudança que o próprio tem almejado para o seu país e o mundo.
O prémio Nobel da paz é em prol da paz. Talvez seja para quem sobretudo, busca a paz, e não propriamente, ou de maneira exclusiva, consiga a paz.
Imagem de perfil

De manuel gouveia a 10.10.2009 às 12:36

Sim, talvez, mas só o presidente Obama pode acabar com a escalada da guerra no Afeganistão da mesma forma que só Bush, enquanto presidente, a podia ter iniciado.

Porque não basta ser-se Bush, é preciso ser-se eleito presidente dos EUA, tal como não se basta ser esperança. mas há que cumpri-la.

Ao prolongar Guantânamo, o embargo a Cuba e forçar uma escalada no Afeganistão, Obama, que definitivamente não é igual a Bush, veio no entanto conferir-lhe alguma razão a Bush nas opções que tomou (ou se viu obrigado a tomar). De alguma forma, estes três casos protegem os interesses dos EUA, ou seria muito fácil acabar com eles.

Por isso acho este prémio Nobel uma hipocrisia.
Imagem de perfil

De Daniel João Santos a 10.10.2009 às 13:56

Concordo inteiramente.
Imagem de perfil

De Daniel João Santos a 10.10.2009 às 13:54

Doí-me as comparações que se fazem com Bush. O que eu desconhecia é que existia uma esquerda capaz de dizer mal de alguém que tem defeitos, mas que inaugurou uma nova era.

Mesmo sendo prematuro, o prémio será um incentivo e ao mesmo tempo uma armadilha a Obama.

Sempre se disse que a herança era pesada, nós próprio em muitos aspectos, continuamos a tentar arrumar a herança do estado novo, nós que somos insignificante em relação ao tamanho e poder americano.

Depois de uma década de Bush, era dificil carregar no reset e em nove meses fazer mais.

Mas enfim, isso sou eu, que olho para as pessoas sem conotações anti-americanas.
Imagem de perfil

De manuel gouveia a 10.10.2009 às 17:57

Se Mandela fosse Obama ainda hoje estávamos a pensar em acabar com o apartheid, com muita calma...

Diz-me meu filho, acabar com Guantânamo basta uma ordem presidencial, o que demora Obama? A herança pesada? Bem quem sai aos seus...
Imagem de perfil

De António de Almeida a 10.10.2009 às 10:14

É assim tão difícil perceberes que é suposto um prémio Nobel da Paz premiar alguém cujos esforços tenham contribuido para a Paz? Algo que Obama ainda não teve tempo, afinal o homem tomou posse Há apenas 9 meses, é cedo para se fazer um julgamento, mas é precisamente isso, este prémio deve ser dado como reconhecimento e não por antecipação. Deixa lá o W.Bush quieto que nada tem a ver com esta história.
Imagem de perfil

De Daniel João Santos a 10.10.2009 às 13:58

Eu percebo que se olhe para Obama como se olha cá em Portugal em lutas esquerda/direita. No caso apenas reclamei pelas ideias de um Pacheco que tem a mania de ser especialista em tudo.
Sem imagem de perfil

De Paulo Quintela a 10.10.2009 às 14:18

O que é que fez Pacheco Pereira pelo país, ou melhor, por Portugal com letra grande? Nada.

O maior contributo de Pacheco Pereira por Portugal foi ter fundado a Partido Comunista Português-Marxista-Leninista.

Longa vida ao camarada Pacheco Pereira. Homem de muita palavra e acção nenhuma.
Imagem de perfil

De Daniel João Santos a 10.10.2009 às 14:24

Exactamente, nem mais!
Imagem de perfil

De Nuno Raimundo a 10.10.2009 às 16:23

Vá lá, alguma vez o PP tinha de dizer algo certeiro...lolol
Tb a mim me faz alguma confusão como pode Barack Obama ser distinguido com tal galardão.
tem uma carreira politica "pequena" e normal para um politico americano, nada de excepcional portanto.
antes de ser eleito pouco ou nada se ouvia falar dele por bandas da Europa e da ásia e África. logo só seria reconhecido no interior dos EUA.
Ainda não abandonou o Afeganistão e o Iraque, paises que foram invadidos pelos EUA, não fechou Guantanamo.

Será que eu sou assim tão cego que não tenha visto nada que ele tenha feito pela paz a não ser tentar acabar com arsenais nucleares por esse mundo fora?
é importante, mas continua a ser muito pouco...

abr...
Imagem de perfil

De Daniel João Santos a 10.10.2009 às 16:27

A herança que recebeu é demasiado pesada para ser apagada subitamente.

Esperemos para ver.

Comentar post